menu

12 de julho de 2018 às 09:10

Usuários do Twitter estão prestes a perder seguidores

Perfis bloqueados por comportamento suspeito deixarão de aparecer na contagem de seguidores das contas, que sofrerá baixas, anuncia rede social. Serviços que prometem expandir influência podem estar com os dias contados.

Crédito:Divulgação

Divulgação

Perfis bloqueados por comportamento suspeito deixarão de aparecer na contagem de seguidores das contas, que sofrerá baixas, anuncia rede social. Serviços que prometem expandir influência podem estar com os dias contados.

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (11) que vai pôr em prática uma limpeza envolvendo perfis considerados suspeitos, removendo-os da contagem de seguidores de seus usuários. A ação não vai afetar a quantidade de contas ativas na rede social, mas muitos vão sofrer perda de seguidores.

Veja também

A iniciativa parece ter como foco principal os usuários que aderem a serviços, geralmente pagos, para inflar seu número de seguidores com contas falsas ou automatizadas.

Com mais seguidores, os perfis, sejam de pessoas, entidades ou empresas, aparentam ser mais influentes e ter mais credibilidade e, por consequência, reforçam seu objetivo na rede social – seja promover seu ativismo político, empreendimento ou carreira de entretenimento.

"A contagem de seguidores é um recurso visível, e queremos que todos tenham confiança de que os números são significativos e precisos", disse o Twitter. A ação faz parte de um "esforço contínuo e global para gerar confiança e incentivar uma conversa saudável" na plataforma, acrescentou.

Há anos a rede social adota a prática de bloquear contas suspeitas de fraude, quando detecta mudanças repentinas em seu comportamento – por exemplo, se envia um número muito alto de respostas ou menções não solicitadas, se publica links enganosos, ou se muitos outros perfis bloquearem a conta em questão.

Nessas situações, o Twitter entra em contato com o proprietário para saber o que ocorreu, e, enquanto ele não validar a conta e redefinir sua senha, o perfil segue bloqueado, sem o usuário conseguir acessá-lo, publicar tuítes ou ver anúncios.

Segundo a companhia, a maior parte dessas contas "foi criada por pessoas reais" – diferente dos chamados bots –, e o bloqueio ocorre quando não é possível confirmar se o usuário que abriu originalmente o perfil ainda segue no controle e tendo acesso a ele.

A mudança é que, a partir de agora, essas contas bloqueadas serão removidas da contagem de seguidores dos usuários da plataforma em todo o mundo – até então elas seguiam contabilizando, mesmo inativas. "Como resultado, o número de seguidores exibidos em muitos perfis pode diminuir", alerta a empresa.

Segundo o Twitter, a maioria dos internautas verá uma perda de apenas quatro seguidores ou menos. Contas mais populares, no entanto, sofrerão uma queda mais significativa.

"Entendemos que isso pode ser difícil para alguns, mas nós acreditamos que a precisão e a transparência tornam o Twitter um serviço mais confiável", explica a plataforma, em texto publicado nesta quarta-feira em seu blog.

A rede social informou ainda que as mudanças mais significativas devem ocorrer nos próximos dias, mas alertou que a contagem de seguidores deve continuar sofrendo alterações com mais regularidade no futuro, "como parte do trabalho contínuo para identificar e combater de forma proativa as contas problemáticas".

Em março passado, o CEO do Twitter, Jack Dorsey, já havia prometido combater a disseminação de notícias falsas (as chamadas fake news), a polarização e os bots – programas de computador que realizam tarefas automatizadas, como compartilhar conteúdo – de forma mais estratégica.

"Não estamos orgulhosos de como as pessoas têm tirado proveito do nosso serviço ou da nossa incapacidade de lidar com isso rápido o suficiente", tuitou Dorsey na época. "Concentramos nossos esforços na remoção de conteúdo contrário a nossas regras, em vez de criar uma estrutura sistêmica que ajude a incentivar um debate mais saudável. Essa é a abordagem que precisamos agora."

Fonte: UOL

comentários

Estúdio Ao Vivo