menu

30 de janeiro de 2018 às 09:58

Marcelo Katsuki: Flavio Miyamura volta a SP para comandar o Extásia, novo contemporâneo com influência asiática

Tem comidas que me causam uma pequena comoção interior que eu poderia chamar de felicidade. Uma delas era a tostada de milho com atum marinado e maionese de wasabi que o chef Flavio Miyamura servia em seu extinto Miya. Um mix perfeito de sabores e textura

Tem comidas que me causam uma pequena comoção interior que eu poderia chamar de felicidade. Uma delas era a tostada de milho com atum marinado e maionese de wasabi que o chef Flavio Miyamura servia em seu extinto Miya. Um mix perfeito de sabores e texturas, que ganhava ainda mais brilho na companhia de uma taça de espumante. A boa nova desse começo de ano é que o chef está de volta à cidade, depois de uma temporada no Rio. Flavio assumiu as casas do grupo Bacobuquê, que têm à frente o empresário Raphael Zanette. E a tostada voltou, segura essa!

O chef está no comando do Extásia, uma das casas do grupo localizada no andar superior da loja de vinhos Grand Cru da Vila Nova Conceição. O espaço é aconchegante, com luz tênue, muita madeira e tijolinhos aparentes, e conta com uma convidativa varanda climatizada.

A cozinha segue a linha contemporânea, que o chef domina com rigor técnico e criatividade, mas traz uma pegada asiática mais presente. Os pratos aparecem elaborados mas com leveza, perfeitos para acompanhar os vinhos, que podem ser escolhidos diretamente nas prateleiras da loja.

Começamos a noite, claro, com as tostadas de milho com atum marinado, maionese de wasabi e salada de algas  (R$ 48), devidamente harmonizadas com uma taça do espumante Cave Geisse escolhido pelo Ivan, o atencioso sommelier da casa.

Logo chegam as entradinhas: uma salada de abobrinha tenra marinada em vinagrete de tangerina; sobre ela, queijo de cabra e amêndoas torradas. E um dumpling de camarão com chutney de manga, levemente picante, harmonizados com um Torrontés argentino.

O sanduíche de brisket braseado é um caso sério: chega macio e untuoso, acompanhado de rúcula e kimchi em um gostoso pão tostado. Foi harmonizado com uma taça de Montepulciano Fonte Corvo, italiano. E os chips de batata doce chegam sequinhas e crocantes.

O arroz de kimchi traz pato, chorizo espanhol e aïoli: uma bela composição ao redor da picante conserva coreana. E o vinho escolhido foi o favorito da noite: Casajús Splendore, um tempranillo espanhol.

O salmão tem uma gostosa crosta com tempero oriental e vem acompanhado por uma quinoa com frutas secas e castanhas. Uma opção saudável e saborosa, harmonizada com Felino, um chardonnay argentino.

A barriga de porco com mel traz especiarias e gochujang, a pasta coreana fermentada que é picante e levemente adocicada. Acompanha um perfumado arroz de jasmin e acelga chinesa. Harmonizada com uma taça de tinto da Finca Costanillas.

O choux cream com creme de gengibre encerra a degustação com leveza, harmonizado com um vinho de sobremesa chileno, o Vistamar, um late harvest moscatel. Há outras opções de sobremesas como o creme catalão de matchá, o bolo de chocolate e sorvetes.

As porções das fotos estão reduzidas pois fazem parte menu degustação, que traz seis pratos + sobremesa por 185 reais. Para ter o menu harmonizado, paga-se mais 80 reais e vale muito a pena. Já o almoço executivo custa R$ 59 e contempla entrada, prato principal e sobremesa. Mas eu iria lá mesmo que fosse apenas para comer a tostada de atum com uma tacinha de espumanteâ?”e já sairia feliz da vida.

Fachada da casa localizada no anexo da loja de vinhos.

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo