menu

14 de janeiro de 2018 às 02:00

Livro retrata experiência de Paul Claudel e Darius Milhaud no Rio

LIVRO

LIVRO

Retratos afetivos do Brasil
Esta edição em capa dura, com belo projeto gráfico de Victor Burton, textos, fotografias e documentos históricos, resgata a experiência do poeta Paul Claudel e do compositor Darius Milhaud, que entre 1917 e 1918 atuaram na embaixada da França no Rio de Janeiro. O volume reúne também relatos do escritor e diplomata Henri Hoppenot, de sua mulher Hélène e de pesquisadores que, sob coordenação de Manoel Corrêa do Lago e Guillaume Pierre, analisam esses instantâneos afetivos do Brasil durante a Primeira Guerra (um dos focos da "missão" do título) e seu impacto sobre os artistas franceses, sobretudo o modernista Milhaud, que teve intensa interação com a música brasileira da época.

Uma Outra Missão Francesa - 1917-1918: Paul Claudel e Darius Milhaud no Brasil. Autor: vários. Tradução: Pedro Fragelli. Editora: Andrea Jakobsson (2017, 328 págs., R$ 90)

*

DISCO

Espaço aberto
No encarte de "Vento Sul", o violonista carioca Luis Leite diz que buscou cruzar "matizes poéticas" da América do Sul —presentes menos nos motivos temáticos de suas composições do que em ritmos e harmonias com referências iberoamericanas e do instrumental contemporâneo. Com arranjos em que entram desde piano e violino até acordeom e vocalises, a expressividade do compositor ao violão nunca deriva para o virtuosismo e transmite uma atmosfera de espaço aberto —seja dos grandes descampados, seja das avenidas de metrópoles sul-americanas.

Vento Sul. Artista: Luis Leite e outros. Gravadora: independente (2017, R$ 30; luisleite.art.br/ventosul )

*

FILME

Ateísmo militante
Na contramão do atual puritanismo, conta a história real da ativista norte-americana Madalyn Murray O'Hair (1919-1995). Fundadora da associação Ateístas Americanos, ela combateu a imposição do culto religioso nas escolas, lucrou de modo nada puritano com sua militância e acabou sofrendo um sequestro a partir do qual é recapitulada sua trajetória repleta de bizarrices.

A Mulher Mais Odiada dos Estados Unidos. Direção: Tommy O'Haver. Elenco: Melissa Leo, Josh Lucas e outros. Produtora: Netflix (2017). Na Netflix

*

A coluna "Edição Cult" é publicada aos domingos, a cada 15 dias, na revista sãopaulo.

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo