menu

14 de janeiro de 2018 às 02:00

Estudantes fazem vaquinhas para ir a torneios de matemática nos EUA

ERRO

ERRO

Estava incompleta a informação publicada aqui de que Temer tem dois ex-ministros na cadeia (Geddel Vieira Lima e Henrique Alves), mais o filho de um ex-detento (Helder Barbalho, na Integração Nacional) e quer colocar Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, no Ministério do Trabalho.

Faltou mencionar Leonardo Picciani, ministro do Esporte e filho do Dom Jorge, vice-rei do MDB do Rio.

Todo presos por corrupção.

Tamanha taxa de aliados na tranca é coisa inédita no mundo.

*

VAQUINHAS

Quem for ao site Vakinhas verá que as coisas boas também acontecem. Há um ano, seis estudantes do ensino médio do Rio precisavam de ajuda para participar, nos Estados Unidos, de torneio de matemática da universidade Harvard e do Massachusetts Institute of Technology. Conseguiram R$ 44 mil, embarcaram e tiraram a primeira colocação entre os latino-americanos.

Agora, no mesmo Vakinhas, as equipes precisando de ajuda são três. A do ano passado, novamente selecionada, precisando de R$ 44 mil, e mais duas. Noutra, de Goiás, quatro garotos precisam de R$ 33 mil. A terceira equipe, pernambucana, precisa apenas de R$ 3.600, pois o governo do Estado bancou as passagens, o sindicato das seguradoras cobriu a hospedagem e a agência de turismo Griffe pagou os vistos.

Quem buscar "Harvard estudantes" no Vakinhas saberá também que Letícia Braga Siqueira, quartanista de medicina na USP, foi aceita para um estágio de um ano na Harvard Medical School. Ela trabalhará num laboratório de neurologia para recém-nascidos e precisa de R$ 42 mil até dia 20.

Sua história está lá, de graça.

*

Leia outros textos da coluna deste domingo (14):

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo